A data estava perdida, desfazendo a linearidade do antes e do depois

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir de um trecho do livro 1Q84 – Livro I, de Haruki Murakami. “Quando foi que isso aconteceu?”, 1989, 1993, 2018, AomaneContinuar lendo “A data estava perdida, desfazendo a linearidade do antes e do depois”

Entalhes cuidadosos e precisos, sulcos impenetráveis e doídos

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir de um trecho do livro A Casa do Califa: um ano em Casablanca, de Tahir Shah. FIM DO RAMADAN NA MESQUITA.Continuar lendo “Entalhes cuidadosos e precisos, sulcos impenetráveis e doídos”

O caminho do acaso

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir de um trecho do livro A Insustentável Leveza do Ser, de Milan Kundera. Inicialmente, após a aula, pensei nesse texto. MasContinuar lendo “O caminho do acaso”

Separei fotos de duas bonecas

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir de um trecho do livro Na minha pele, de Lázaro Ramos. Separei fotos de duas bonecas, uma negra e uma branca,Continuar lendo “Separei fotos de duas bonecas”

O naufrágio do inseto

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir de um trecho do livro O livro das comunidades, de Maria Gabriela Llansol. ao repousar minhas mãos no bordado, pude afundarContinuar lendo “O naufrágio do inseto”

Carrego na boca um papel e um lápis

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir de um trecho do ensaio “A vida e o romancista”, de Virginia Woolf. São 2h15 da madrugada de um sábado. ComContinuar lendo “Carrego na boca um papel e um lápis”

Ela diante do deserto das águas

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir de um trecho do livro As ondas, de Virginia Woolf. No restaurante peço um vinho e aguardo ela chegar (… elaContinuar lendo “Ela diante do deserto das águas”

Um mar em seus olhos

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir do conto “As águas do mundo”, de Clarice Lispector. Um mar em seus olhos. O que há depois da linha doContinuar lendo “Um mar em seus olhos”

Alívio é poder ser salva, mais uma vez, pelo ato gratuito

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir do conto “Ato gratuito”, de Clarice Lispector. Dizem que, para qualquer enfermidade, do corpo ou da alma, o repouso é oContinuar lendo “Alívio é poder ser salva, mais uma vez, pelo ato gratuito”

Amor Amém

A primeira proposta de exercício do curso foi: escolher uma página de um dos seus contos ou romances preferidos, transcrevê-la, vivê-la, reescrevê-la a partir do vivido. Leia abaixo uma dessas reescritas, realizada a partir de um trecho do conto “Kadosh”, de Hilda Hilst. “[U]ma noite eu lia sobre as estruturas políticas, o corno das ditadurasContinuar lendo “Amor Amém”