A arte de viver a vida cotidiana – passo a passo

A segunda proposta de exercício do curso foi escolher um objeto cotidiano e doméstico e escrever uma instrução sobre como usá-lo. Leia abaixo algumas dessas instruções. Aproveite para fazer a terceira proposta de exercício: escolher uma das instruções sobre como usar um objeto, colocá-la em prática seguindo o passo a passo, e escrever um relato sobreContinuar lendo “A arte de viver a vida cotidiana – passo a passo”

“são muito bonitos os romances, mas não precisamos respeitá-los à risca”

Umas das inspirações para o nosso curso é o trabalho da artista francesa Sophie Calle, que experimentou dar o salto da literatura para a vida, ao executar trabalhos artísticos descritos no romance Leviatã (1992), de Paul Auster. No livro, os trabalhos são atribuídos a Maria Turner, personagem fictícia que, por sua vez, fora inspirada em Sophie Calle.Continuar lendo ““são muito bonitos os romances, mas não precisamos respeitá-los à risca””